Os momentos pele de galinha.

Tenho tido cada vez mais “momentos pele de galinha” ao longo da minha vida.

Sabe o que quero dizer, não sabe?

Há quem lhes chame “pele de galinha”, e há quem prefira dizer que são “borboletas no estômago”. Qualquer um destes é bom sinal. Ou alguma coisa no meio, entre uma galinha e uma borboleta. I’m Ok with that!

E porque é que estou bem com um ou com outro? Porque ambos significam arriscar e colher frutos de uma atitude mais destemida. Porque ambos significam que estou expectante, esperançosa, e preciso muitooooo dessa sensação para me sentir viva!

Tanto a pele de galinha como as borboletas no estômago significam expectativa, mas também significam que estou envolvida em algo, e que tenho algum (ou muito) poder sobre os resultados dessa acção. Acima de tudo significa que espero sempre o melhor de tudo o que faço.

Gosta de ter momentos “pele de galinha”? Ou prefere que eles não existam? Como interpreta isso? Costumam significar força, esperança e expectativa relativamente a alguma coisa boa? Ou quando existem foge deles a sete pés e opta por fingir que a sua pele não está toda arrepiada e assim negar algo inevitável que o seu sexto sentido lhe está a quer dizer?

Existem muitas metáforas na nossa vida, algumas delas já referidas neste texto: pele de galinha, borboletas no estômago, sexto sentido… Elas existem por alguma razão. Acho que podemos resumir isto tudo numa palavra: Intuição. 

Sim, todos a temos, mas muitas vezes não ligamos à nossa voz interior, e é aqui que queria chegar. Às vezes as decisões mais desafiantes na nossa vida não são assim tão complicadas de tomar. O factor que nos trava e nos impede é simplesmente a surdez falsa que muitos de nós teimamos em manter. Descartamos a nossa voz interior. E bastava isso para viver um propósito maior, e em conformidade com os nossos valores, com aquilo que realmente somos!

Leave a comment

Abrir o chat
Como posso ajudar?
Olá! Como posso ajudar?