Mulher, o bicho complicado.

Sim, bichinho lindo, completo. Mas… Complicado. Desafiante, o que lhe queiramos chamar.

A verdade é que temos lutado ao longo dos tempos por obter mais qualidade de vida, temos lutado pela igualdade de género… Temos lutado por tudo, e temos conseguido. Parabéns para nós!

Mas… Será que estas conquistas nos têm trazido verdadeiras razões para sermos felizes?

Ao longo dos últimos 40 anos, assegurámos mais oportunidades, mais influência, mais empreendimentos, mais dinheiro. Ao mesmo tempo assegurámos mais stress, mais depressões, mais ansiedade.

Hmmmm, isto dá que pensar, não dá?

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a depressão é a segunda doença mais debilitante nas mulheres (a primeira é a doença cardíaca…), mas nos homens a depressão só aparece em 10º lugar… O que é que isto quer dizer?

Quer dizer que, somos um ser vivo super mega hiper completo, e muitas vezes complicamos a realidade que conseguimos conquistar ao longo dos anos. Contraditório, não? Desafiante, sim. Agora o desafio é saber lidar com isto…

Serão assim tantas as decisões importantes a tomar num dia? Será que podemos delegar tarefas, mas simplesmente insistimos em não o fazer?

Conquistámos escolhas, muitas escolhas e opções, e isso gera stress. Tomamos comprimidos para gerir esse stress, mas não nos preocupamos em resolvê-lo na sua raiz.

E juntamente com essa obrigação de fazer escolhas e decidir, vem o medo. O medo de não tomar a decisão certa, no meio de tantas opções! Que complicação…!

É difícil fazer escolhas sem medo, arrependimento, ou culpa. As escolhas são imensas e é impossível fazê-las de ânimo leve! “Se opto por isto, perco aquilo… Se faço isto, já não posso fazer aquilo, igualmente importante”.

Sabe lidar com isto tudo? Sabe arrumar as ideias? Consegue realmente priorizar?

O Coaching pode ajudar. Mas antes disso pare para pensar. Tire um tempo para si. Às vezes basta isto. Tão simples mas tão complicado.

Leave a comment

Abrir o chat
Como posso ajudar?
Olá! Como posso ajudar?