July 11, 2018

April 29, 2018

Please reload

Posts Recentes

**Acredita nisto? Eu não.**

April 1, 2017

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

** Estamos no verão, não se desleixe **

July 1, 2019

Atrevo-me a dizer que os três meses de Verão representam, para a maioria das pessoas, momentos de felicidade extremamente superficial e "anestésica", numa intenção desesperada de iludir e adormecer a mente e o espírito.

Pior: não são três meses em que isso acontece, são só duas semanas, que correspondem aos miseráveis 15 dias a que a maioria dos mortais tem direito para descanso ilusório na época do calor.

As empresas e o Estado "dão" 22 dias úteis por ano para férias, e no melhor dos casos, 25. Muitas pessoas, diz-me a minha experiência como Coach, lamentam só conseguir ser felizes durante esses 22 dias (e nos fins de semana também, tirando o Domingo ao final do dia, quando tomam consciência que mais uma semana infeliz vai começar). Triste. Eu sei, já lá estive. Passei por isso. 

Engraçado como as pessoas se preocupem com a manutenção do corpo para os meses de Verão, uma preocupação a curtíssimo prazo, mas esquecem o mais importante: a manutenção da saúde mental, o que leva a um bom contexto profissional e pessoal.

A maioria das pessoas trabalha de fora para dentro, quando todos sabemos que o sentido deveria ser o inverso. Querem resultados rápidos que levem à felicidade depois do Verão, querem fórmulas mágicas que lhes tragam felicidade, e rapidamente percebem que tudo está igual quando regressam de férias. 

Existem duas soluções no que diz respeito à área profissional, e ambas implicam a entrada em acção (lamento!): ou muda de emprego e consegue uma oportunidade profissional numa empresa que cujos gestores apreciem inovação, ambição, progresso. Ou então muda de vida. Simples. Complicadíssimo. Depende do ponto de vista. 

Importante passar a ideia de que é possível criar e viver num contexto mais feliz, mas isso implica entrar em acção, enfrentar medos, incertezas, o desconhecido. Quem se "atreve", geralmente não se arrepende. 

Quem recorre ao Coaching para ajudar em processos de mudança profissional ou pessoal, deverá estar mentalizado que terá de entrar em acção. Vai com certeza enfrentar medos, incertezas. Vai conseguir sair da zona de conforto e vai conseguir traçar um plano e uma estratégia que ajudarão a criar uma nova zona de conforto, quando toda a "tormenta" passar. Importante referir, em jeito de nota final, que essa tormenta é geralmente criada na nossa cabeça, e não passa de uma ilusão que só nos rouba tempo e energia. 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Redes Sociais
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square

© 2017 por mafaldaalmeida.com